Conhecendo São Remo

O Jardim São Remo, situado na Zona Oeste da cidade, é uma área de aproximadamente 0,25 km², situada entre a Avenida Corifeu de Azevedo altura do número 4.082 (próximo ao 16º Batalhão da Polícia Militar) e os muros da Universidade de São Paulo. As casas em sua grande maioria são feitas de alvenaria, entretanto, ainda existem casas construídas com madeira, e também casas na beira do rio.

Esta comunidade se formou a partir dos trabalhadores da construção da Universidade de São Paulo (USP) e hoje a comunidade abriga cerca de 13 mil habitantes. Atualmente, é composta por migrantes de outras regiões, principalmente da região nordeste, com baixo grau de instrução, que vieram buscar em São Paulo uma melhor qualidade de vida. Há também um grupo de bolivianos que vieram trabalhar na área têxtil. O perfil profissional dos moradores encaixa-se em serviços de baixa qualificação como: empregadas domésticas, diaristas, auxiliares de limpeza, camelôs, seguranças, pedreiros, operários, vendedores e balconistas, costureiros, entre outros.    Boa parte dos trabalhadores da comunidade recebe um salário mínimo. Muitas famílias da comunidade participam dos programas de redistribuição de renda do governo. O índice de maternidade na adolescência é expressivo, o que contribui diretamente com a evasão escolar e a dificuldade para ingressar no mercado de trabalho.

Dentro da comunidade, existem opções de comércio e serviços, tais como: padarias, mercearias, bares, farmácia, salões de beleza, serralherias, quitandas, lojas de roupas, entre outros. A comunidade possui uma Associação de Moradores, um campo de futebol, uma quadra, uma praça e diversos templos religiosos. O serviço de transporte público é de fácil acesso, e há diversas linhas de ônibus que transportam a população local até o centro, ou até as estações do metrô e trem.

Mapa de São Remo